Tipos de sociedade.

Tipos de sociedade.

Compartilhe

Nós já falamos aqui no blog sobre os mais variados tipos de empresas. Já citamos as sociedades limitadas e também as sociedades anônimas, as famosas LTDA. e S.A. respectivamente (clique aqui para ler).

No entanto, no cenário brasileiro existem outros diversos tipos de empresas que, apesar de não serem comuns de se ver, ou até estarem caindo em esquecimento por falta de adesão, vale sempre conhecê-las e entender um pouco sobre elas. Vamos a elas!

Diferentes tipos de empresas para diferentes necessidades.

Quando um novo projeto empresarial vai ser posto em prática, antes se faz necessário a constituição de uma pessoa jurídica com um CNPJ. Esse CNPJ dá a empresa uma identidade, ou seja, dá a ela a legalidade perante o mercado de que ela pode operar normalmente e dentro das regras.

Assim que a empresa começa a operar, ela precisa definir em seu contrato social qual será o tipo de sociedade que ela irá ser, podendo escolher entre:

Sociedade em nome coletivo:

Oposta à sociedade limitada, a sociedade em nome coletivo é conhecida como sociedade de responsabilidade ILIMITADA com os seus sócios, obrigatoriamente todos pessoas físicas, respondendo por todo e qualquer prejuízo da empresa.

Uma vez que é composta somente por pessoas físicas, o nome empresarial da empresa deverá ser o nome de um ou mais sócios acompanhado de Cia ou Companhia ao final, por exemplo, João Silva & Companhia, sinalizando que o João e outras pessoas fazem parte da sociedade.

Nesse tipo de empresa, quando houver prejuízos, os credores (para quem a empresa deve) podem exigir o ressarcimento dos valores em prejuízo através da liquidação dos bens pessoais dos sócios, depois de é claro liquidar os bens da própria empresa (imobilizado).

Sociedade em comandita simples:

Nesse tipo de sociedade, sua composição é feita através de dois agentes: a) os comanditados e b) os comanditários.

No primeiro caso, comanditado refere-se àquele que possui participação na empresa e realiza sua gestão através de cargo administrativo de responsabilidade. A responsabilidade de um comanditado é a mesma de que um sócio em nome coletivo, ou seja, após a liquidação dos bens da empresa para saldar as dívidas, os bens pessoais do comanditado também serão confiscados.

No segundo caso, o comanditário é aquele que aplica seu dinheiro como parte do capital social da empresa, porém não participa ativamente de sua gestão. A responsabilidade de um sócio comanditário é limitada ao valor de sua participação na empresa, sem que seus bens pessoais possam ser utilizados, mas cuidado! Caso o comanditário realize qualquer tipo de gestão ou intromissão nos negócios da empresa, ele pode ser considerado um comanditado e ter seus bens confiscados em casos de prejuízos e falências.




Sociedade em comandita por ações:

Nessa sociedade os administradores dela devem possuir ações do capital social da empresa, ou seja, os diretores da empresa obrigatoriamente serão os sócios dela. No caso da comandita por ações, cada sócio responde pelo valor de sua participação na empresa em casos de prejuízos e falências, no entanto, no caso de algum dos sócios não possuir capital suficiente para honrar sua parte, os demais sócios devem contribuir com capital e, no caso de não ser suficiente, com seus bens pessoais.

Sociedade cooperativa

Nas sociedades cooperativas, diversas pessoas físicas se unem com o propósito de criar uma espécie de associação aonde todos terão benefícios mútuos. Em uma cooperativa, os sócios são os próprios cooperados (ou sócios-cooperados), sendo que alguns deles são os administradores. A responsabilidade de um sócio-cooperado pode ser tanto limitada como ilimitada, ficando esta característica a critério do contrato social.

Outra característica das cooperativas é que cada cooperado pode ter um número limitado de participação (número de cotas) para limitar sua influência sobre os demais. Além disso, as decisões das cooperativas são tomadas em assembleias onde todos os cotistas têm poder de voto individual, independente de quanta participação financeira ele possua.

O objetivo de uma cooperativa é fortalecer pequenos comerciantes ou produtores de determinado bem (geralmente agrícola) para que estes possuam um grande volume de mercadorias a vender, dando a eles maior poder de negociação e contato com grandes clientes.

Existem ainda três outros tipos de empresas que vamos abordar futuramente cada uma em seu próprio artigo, sendo:

EIRELI

Micro empresarial

Empresa de pequeno porte

Espero que você tenha aprendido um pouco mais sobre os tipos de empresa. Se gostou, não deixe de compartilhar com os amigos.

Até a próxima.

Compartilhe
Artigo anteriorSociedade Limitada
Próximo artigoIFRS, as normas internacionais de contabilidade.
Graduado em Ciências Contábeis, possui MBA em Investment Banking e está agora iniciando seu mestrado em economia. Atualmente trabalha no mercado financeiro e escreve os blogs com o objetivo de ajudar as pessoas a conhecerem um pouco mais acerca do mundo econômico, contábil e administrativo e sobre tudo o que isto implica.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta